terça-feira, 31 de maio de 2011

EXTINÇÃO DE ESCOLAS ESTADUAIS

Share |
O jornal EXTRA publicou uma lista com 22 escolas noturnas que serão fechadas pela SEEDUCRJ que funcionam em prédios da prefeitura após as férias de junho.

Segundo a reportagem o governo do estado economizará com essa operação 4 mil reais por escola, gastos no pagamento de aluguel e água. Alunos e professores serão transferidos para escolas próximas.

Segue abaixo a lista das escolas que serão fechadas e o novo destino de desses alunos e professores:

- Colégio Astolfo Resende será absorvida pelo Instituto Carmela Dutra

- Escola Professor Souza Carneiro será absorvido pelo Colégio Heitor Lira

- Colégio Washington Luis será absorvido pelo Colégio Professor Clóvis Monteiro

- Colégio Professora Nilza Mendonça será absorvido pelo CIEP 339

- Colégio Alfredo de Paula Freitas será absorvido pelo CIEP 339

- Colégio Paulo da Portela será absorvido pelo CIEP 323

- Escola Irã será absorvida pelo Colégio Mato Grosso

- Escola Thomas Mann será absorvida pelo Colégio Pastor Miranda Pinto

- Escola Isabel Mendes será absorvida pelo Colégio Bento Ribeiro

- Escola Pace será absorvida pelo Colégio Paulo Freire

- Colégio Brigadeiro Eduardo Gomes será absorvido pelo Colégio Leonel Azevedo

- Escola Pracinha João da Silva será absorvida pelo Colégio Professor Daltro Santos

- Colégio Professora Silvia Araújo Toledo será absorvido pelo Ciep 183

- Escola Eduardo Rabelo será absorvido pelo Ciep 183

- Colégio Equador será absorvido pelo Colégio João Alfredo

- Colégio Celestino Silva será absorvido pelo Colégio Julia Kubistchek

- Colégio Francisco Cabrita será absorvido pelo Colégio Herbert de Souza

- Colégio José Pedro Varella será absorvido pelo Colégio Herbert de Souza

- Escola General Euclides de Figueiredo será absorvido pelo Colégio Paulo de Frontin

- Escola Evaristo da Veiga será absorvido pelo Colégio Professora Maria Terezinha de Carvalho  Machado

- Escola Leitão da Cunha será absorvida pela Escola Laudimia Trotta

- Escola George Sumner será absorvida pelo Colégio Sarmineto


No site da SEEDUC não há nenhuma informação a respeito do fechamento das escolas mas o é fato, pois o mesmo já comunicado em reunião aos diretores e diretoras da rede.

Considerando-se que a economia feita com a extinção dessas escolas será de 88 mil reais, fica difícil se aceitar a redução de custos como justificativa para essa medida, justamente quando o governo anuncia  o pagamento de 300 reais aos professores de Língua Portuguesa e Matemática, que participarem do curso de aperfeiçoamento; o pagamento  de R$ 700,00 a cada aluno do Ensino Médio, à título de incentivo e a seguir fecha escolas para economizar. Dá para acreditar que problema o é falta de verbas?

Os prejuízos acarretados com essa medida “econômica” são inúmeros: evasão escolar, salas super-lotadas, aumento dos gastos com transporte, etc.

O que pretende a SEEDUC com essa medida? Melhorar o índice do Ideb, eliminando da rede o trabalhador que estuda a noite e tem, por causa do trabalho, baixo rendimento? Diminuir a carência de professores, crítica no ensino noturno, via eliminação de turmas?

“MENOS É MAIS”, um dos slogans do atual plano de metas (citado à exaustão nas reuniões de apresentação do plano) significa: menos escolas, menos salários; menos professores; menos espaços em sala de aula; menos respeito à educação, alunos e professores;  formação continuada somente para Língua Portuguesa e Matemática (pois as demais disciplinas são vistas como perfumaria e não será cobradas na prova do IDEB); etc.



Veja reportagens completas:

ESTADO VAI FECHAR 22 ESCOLAS NOTURNAS
http://extra.globo.com/noticias/rio/estado-vai-fechar-22-escolas-noturnas-1919138.html

RENDA PARA ALUNOS
http://odia.terra.com.br/portal/rio/html/2011/5/informe_do_dia_renda_para_os_alunos_167533.html

ESTADO LANÇA PROGRAMA DE FORMAÇÃO CONTINUADA
http://www.rj.gov.br/web/seeduc/exibeconteudo?article-id=479367

*******************************************************************************************
INFORMAÇÃO DE ÚLTIMA HORA

Acabo de receber às 13:08, e incorporo aqui, o seguinte comentário anônimo feito por um(a) diretor(a):

"Graça

Acho que esse aumento dos diretores foi só p/desunir mais ainda a classe. Pois de março até agora, nada na conta.
Informo também que nenhuma das diretoras e dos diretores das 22 escolas fechadas sabiam de nada. Foi surpresa para todos!  Tremenda falta de consideração. "
 
Caro(a) Diretor a):
 
Agradeço a sua informação e concordo quando você coloca que o objetivo é acabar com o pouco de união que existe entre os membros da categoria. Postei seu comentário com destaque, pois acho importante que esses fatos sejam esclarecidos. Pois parece que resolveram reeditar a velha prática do "factoíde", tão à gosto do César Maia!
 
Para a opinião pública estão mostrando trabalho e investimento na educação, entretanto nos bastidores até o momento ninguém viu a cor do dinheiro, até agora só aumento de trabalho!
 
Parabéns a esse (a) colega que resolveu romper o silêncio! Espero que o seu exemplo seja seguido por outros diretores e diretoras da rede.
 
Lembramos a todos que para deixar um comentário não há necessidade de identificação, o mesmo pode ser feito como anônimo.
 
Que Deus nos proteja!
 
Grande abraço
 
Graça Aguiar


3 comentários:

  1. Graça,segundo informações de terceiros ,as escolas não vão ser fechadas e sim transferidas.Ainda que seja isso ,pois com sinceridade eu acho que nesse angu tem caroço,vç concorda que é uma baita falta de "EDUCAÇÃO" os diretores(as)serem os ultimos a saberem?A proposito será que eles vão fazer concursos p/secretarios,coordenadores pedagogicos(fundamental p/o plano de MELDA,e para tudo mais que faltam nas escolasdesculpe de METAS).As escolas estaduais estão trabalhando na base da EUQUIPE administrativa já tem tempo;ou seja o diretor geral é o agente pessoal,o secretario,o coordenador de turno,o coordenador pedagogico ,o continuo ,etc...
    700,00 p/aluno fazer o que tem que fazer(estudar)ele vai pagar né?
    Isso dá mais voto ...

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. S.O.S. Educação Pública31 de maio de 2011 23:27

    Cara EUQUIPE

    Adorei o seu nome de guerra! É esse o padrão educacional da matriz neoliberal, minimalismo total = "Mais é Menos"! Mais trabalho e menos funcionário e salário!

    Esse papo de transferência das escolas é eufenismo, a palavra correta é extinção.

    À essa altura do campeonato, só Deus sabe o que vai acontecer! Anunciam tudo na mídia, mas nas escolas até agora não apareceu nada! O povo deve estar imaginando que a Educação Pública do estado vive a sua época de ouro! Promessas, promessas e promessas! O problema é que todos já estão fartos de promessas não cumpridas!

    Entre as suas atribuições você esqueceu de mencionar as duas novas atribuições dos docentes fluminenses: a de camisinha e pílula anticoncepcional e a de superbonder para fixar o aluno na escolas, pois se alguma aluna engravidar ou um estudante sair ou mudar de escola: ADEUS BÕNUS!!!

    Começou a temporada de caça ao voto, e a verba para bancar o curral eleitoral do século XXI, sai justamente do salário dos professores.

    Êta votinho caro!!! Antigamente meia dúzia de tijolos, um punhado de telhas e um pacote de cimento estava de bom tamanho.

    Começo a sentir saudades da República Velha e do Pereira Passos (prefeito), Nilo Peçanha (na época chamado de presidente do estado só a partir de 1946 passa a ser denominado governador) e Rodrigues Alves (presidente), neste tempo professor era gente!!!

    Grande abraço

    ResponderExcluir